sábado, 18 de dezembro de 2010

Olha pra eles a protegerem as mulheres ... com violação correctiva


Anda por aí uma comunidade masculina - espero que ainda não tenham cooptado nenhuma mulher para a causa - que se propõe desviar as lésbicas do pecado, através daquilo a que chamam penetração correctiva. Esta prática, dizem-nos, mesmo que prescinda do consentimento da mulher, se for feita com intenção amorosa por parte do «penetrador», não é violação é um acto de amor que leva a mulher a cumprir a vontade divina.
O problema é que, como eles nos avisam, isto não é para rir, é para levar muito a sério, mas talvez não fosse preciso o aviso porque as mulheres sabem muito bem que entre outros mecanismos, a violação, com o perigo que significa para a sua integridade física e psíquica, continua a mostrar-se muito eficaz para se manterem no lugar que os homen, com a cumplicidade das religiões que criaram, para elas reservam.
Vale a pena conhecer directamente o manifesto destes machos alfa de inspiração nazi, que pretendem fazer dos seus «instrumentos» instrumento da vontade divina:

“A penetração corretiva é um ato de amor.
Onde a mulher é tirada do caminho da perdição através do amor introduzido por um varão capacitado.
A mulher outrora desviada do caminho natural agora cumpre seu divino papel de acolher o amor.
A penetração corretiva se bem feita gera a vida.

AVISO1: Não fazemos aqui apologia ao estupro. Estupro é quando não há amor de nenhuma das partes.

AVISO2:Não Somos homo fóbicos com lesbicas

AVISO3:Não Somos humoristas o assunto aqui é sério

Somos a favor do amor ♂ +♀=S2 “

O que estes marmanjos não são capazes de fazer em nome do amor! Como têm desenvolvido o espírito de altruísmo e o fervor religioso! Só é pena que o cérebro não apresente um desenvolvimento equivalente !

3 comentários:

  1. Um grupo de acéfalos como esse sequer pode ser chamado de comunidade. Bando de imbecis.
    Unai-vos contra esse bendo, minha cara Adília!

    ResponderEliminar