quarta-feira, 19 de maio de 2010

Brinquedos e processo de socialização



Encontrei no blog Feminist Philosophers este cartoon que exemplifica muito bem o que se quer dizer quando se afirma que o processo de socialização condiciona fortemente os papéis que se espera mulheres e homens venham a desempenhar. Seria desejável que esse condicionamento não continuasse a marginalizar as meninas da cultura cientifico-tecnológica; ciência é poder e enquanto esta estiver quase que em exclusividade nas mão dos homens é óbvio que também se vão continuar a manter assimetrias que gostaríamos de ver atenuadas.

Brincar é como sabemos uma coisa muito séria e os tipos de brinquedos que podemos propor para as crianças não são inócuos, bem pelo contrário, tanto podem funcionar positiva como negativamente.

2 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  2. Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

    ResponderEliminar